Archive

Archive for outubro \31\UTC 2008

Campanha interessante

outubro 31, 2008 1 comentário

Como eu ainda consigo ser fã de F1 to entrando na campanha tambem…

da esse mudial pra nois rubinho…

Categorias:Uncategorized Tags:, ,

Golpeie seu inimigo com classe sempre!!

outubro 29, 2008 1 comentário

Abrindo a Coluna:  Não tente isso me Casa

Ainda lanço alguem assim no asfalto.

PUTA MERDA QUE ISSO??

outubro 15, 2008 1 comentário

Vejam vocês este vídeo da final 2008 do Soletrando do Caldeirão do Hulk.
Primeiro a surpresa do garoto de Minas Gerais errou mais mesmo assim ganhou.Até ele se surpreendeu com o ocorrido.
Depois o Luciano dita uma palavra errada para a menina logo em seguida. Mais ela é esperta.
Assistam vale a pena.

Valeu um abraço galera!

Em prol de um dia emputecidamente estressante

outubro 12, 2008 1 comentário

Título auto-explicativo e se estou tao emputecidamente estressado vcs nao esperam que eu escreva alguma merda que preste as 2:26hs da madruga de sabado neh?

. Venho por meio deste  apenas  mostrar as 17 maneiras diferentes de matar seu chefe. Esse a quem devo todo meu atual rancor.

Foi tão psicopaticamente relaxante pra mim, espero que sintam o mesmo ;P

Enjoy it

The Dark Side of the Moon- Disco Comentado

outubro 10, 2008 4 comentários

Olá pessoal.
Vou dar a minha opinião sobre discos faixa a faixa de agora em diante. Não vou ter uma preferência. Não vai ser só de metal, nem só de Hard rock, Blues, enfim, vou colocar aqui tudos que eu achar que vocês devam ouvir com um pouco mais de atenção.
Eu resolvi começar com um disco que mudou minha vida:

The Dark side of the Moon (1973)

Esse disco do Pink Floyd foi um dos mais vendidos da época.
Para se ter uma ideia de como era sua popularidade na inglaterra, em cada cinco lares de Londres, uma tinha um exemplar do disco.O álbum ficou no Top 200 da Billboard por 741 semanas (incluindo 591 semanas consecutivas, de 1976 até 1988) e ele também permaneceu 301 semanas nas paradas do Reino Unido.
O disco vinha num formato diferente: Tinha um tema que direcionava as canções que eram diferentes entre si, como letras e melodia, mais sempre diziam coisas sobre questões fundamentais da natureza humana.
A história desse disco começou a ser escrita num Albúm deles chamado Meddle (1971). Este albúm tinha no seu lado B uma canção com duração de 23 minutos, que formou a base do que o Pink Floyd se tornaria daí pra frente.A música em questão chama-se “Echoes”.Uma ótima canção cantada por David Gilmour e Richard Wright, com uma introdução de teclado muito simples e legal.
Taí o Vídeo desta Música:
PS: Os três vídeos são uma música só ok?

Vocês repararam no controle que o David Gilmour tem nos bends da guitarra? É algo impressionante!!!
Quem tiver afim confira os três vídeos porque vale a pena.
Bom depois desta música, como eu já disse eles tiveram um rumo pra seguir. Definiram como eles deveriam soar. Mas foi só em 1973 que a banda veio fazer sucesso no mundo todo com The Dark side of the Moon.
Bom cada vez que eu o escuto eu vejo coisas novas. É sempre diferente cada audição. Vamos lá então:

01-Speak to Me/Breathe: O disco começa com sons que parecem sem sentido no começo, mas depois de escuta-lo você percebe que estes sons estão presentes em todo o disco. Isso funciona como um “prelúdio”. Quando estes sons alcançam o ápice, eis que começa a ótima canção Breathe. A musica tem um formato simples com apenas dois acordes, o que não deixa de ser majestoso, ainda mais com o Slide de Gilmour na introdução. “Respire, respire o ar” pede David Gilmour com uma voz rouca e grave que parece mais com sua consiência te implorando pra largar o que estiver fazendo no seu serviço para fazer algo que realmente vale a pena pra você.Na segunda parte o órgão de Richard Wright entra como um vendaval na música, fazendo de uma camada já bem trabalhada soar maior ainda.

02-On The Run Essa faixa, pra quem não está acostumada com as viajens dos Floyd, podem chiar um pouco. São mais de três minutos de sons futuristas que parecem carros, ambulâncias, sei lá, o que você achar que parecem. Pra mim é muito mágico ouvir isso, ainda mais lembrando que eu e meu computador tenho tecnologia muito maior que eles tinham quando isso foi feito. De qualquer forma, é uma ótima faixa de ligação, porque quando menos se espera surge do nada……

03-Time As campahinhas soando mostram que é hora de revermos nossos conceitos sobre o tempo.Cara a letra dessa música é muito foda!!!!! Eles te esfregam na cara que você não fique mais aí sentado esperando que as coisas aconteçam, porque um dia , pode ser tarde demais.Com o Baixo imitando um relogio de corda, a banda inicia a introdução da música com umas passagens de bateria num clima de “revelação” no teclado, e eis que finalmente a bateria faz uma passagem mais marcante iniciando a música em grande estilo. Com uma guitarra forte e distorcida marcando o andamento, intercalado com Links inspiradíssimos de Gilmour, a música segue bem animada com o mesmo Gilmour parecendo te “desafiar á fazer algo que preste com seu tempo”. O refrão tem uma melodia mais suave e com a participação de Backing Vocals femininos( que tem uma modulação na voz por sinal).O solo é Genial, com links de Blues, arpejos, pegada e timbre impecáveis. Depois que a música parece caminhar para um final repentino eis que surge do nada uma continuação de “Breathe”, como um complemento á tudo que foi dito até aqui por eles.

04-The Great Gig in the Sky Bom, essa já começa com uma incrível Harmonia no teclado juntamente com a Guitarra de Gilmour com um slide. Depois a cantora Clare Torry nos presenteia com um improviso de vocal surpreendente. Eu fico de queixo caído sempre que ouço. Uma obra prima cara.

05-Money Cara essa música é foda. Num compasso composto 7/8 ela começa com sons de moeda e caixas registradoras, quando surge o Baixo de Roger Waters executando aquele Riff característico e muito legal por sinal. O teclado mais a guitarra ficam revesando no Swing da música fazendo ela soar dançante e forte ao mesmo tempo. No tempo 2:02 da música Dick Parry executa um solo de saxofone muito bem trabalhado e elegante, preparando a galera para o ápice da música. No tempo 3:04, o andamento muda para 4/4, a fórmula básica do Rock ‘ roll e se inicia o primeiro dos três solos distintos que serão feitos a seguir. O primeiro duplicado em cada lado dos alto falantes é de uma stratocaster com alguns efeitos de ambiêmcia.Links bacanas e timbre arrasador contribuem para que ele soe gigante.No segundo solo, a 3:49, os efeitos de ambiência somem de repente, deixando tudo “seco”.Mesmo assim soa bem legal essa “deixada de lado” que eles eles fizeram. O terceiro começa aos 4:28 e de cara tem um bend bem alto, impossivel de ser tocado numa stratocaster como nos dois anteriores.Não me lembro agora qual guitarra que era, mais assim que descobrir coloco aqui pra vcs. Depois deste solo a música volat ao compasso composto e finaliza com David Gilmour fazendo links e repetindo-os com a voz.Muito Bom !!!!!!
Há, essa música foi o Single deles nos EUA.

06- Us and Them Reparem na camada de Órgão que Richard Wright cria como se fosse um lugar bastante confortável de descanço, uma cama, algo bem relaxante.Uma viajem daquelas!
E é encima desta cama que mais uma vez Dick Parry faz um belíssimo solo de saxofone qué é bastante simples e objetivo. “Us and Them” surgue como uma repetição que não tem como a imaginar sem ela. Aqui a igualdade dos opostos são discutidos de uma forma bastante coesa.O refrão surge Gigante com o teclado mais na cara somado mais uma vez com as Backing vocals e a guitarra de Gilmour agora com distorção enchendo bem o ambiente.Quando ele termina volta a aparecer aquela cama confortável que aparece no inico.o Segundo solo de Dick Parry soa ainda mais gigante e majestoso, fazendo você perceber que realmente é uma coisa extremamente confortável de se ouvir.

07 Any Colour You Like Aqui uma viajem pura de bom gosto. Guitarra com timbre matador, teclado com camadas ótimas, baixo impecável e bateria inspiradas fazem desta faixa uma viajem pura para o mundo dos Floyds. O mais legal aqui é que ela não soa repetitiva e você pode escuta-la sem se cansar disso.

08 Brain Damage Agora que faz a cama da música é David Gilmour, que explora bem o instrumento. Nesta hora surge Roger Waters cantando pela primeira vez no disco, mais uma vez com o auxilio das backing vocals, e é de babar o que elas fazem. Nessa música ele desafia o Lúnatico que existe dentro de você a sair ou se rebelar, sei lá , mas o principal aqui é desafia-lo. No final da canção o teclado enche a música com camadas de sons muito bem feitas e simples.

09 Eclipse E fechando o disco com chave de ouro uma pequena canção que tem as mesmas guitarras inspiradas, o teclado completando as camadas, a bateria simples, os vocais, As Backing vocals, o baixo, o saxofone, todos aparecem para se despedir e fechar o Disco em grande estilo.

E é assim que eu interpretei esta audição do disco. Acontece sempre muita coisa nele. Pra quem comprar ou baixar este disco, sempre vai surgir coisas novas que você não tinha percebido. Á, e seu estado de espírito contribui muito com o que ele pode te dizer!! É sempre um privilégio escutar e tocar essas músicas, porque a magia de The Dark side of the Moon é infinita.Um disco essencial para colecionadores e para quem apenas curte um rock’ n roll. Acho fabuloso o que David Gilmour disse em uma entrevista para um documentário: ” Eu queria ter escutado tudo isso quando saiu, poder comprar o disco e descobrir as coisas.Isso nunca vai acontecer pois eu estava lá quando o criamos. As pessoas são sortudas por isso, eu não”…

Bom galera, espero que tenham gostado e por favor, qualquer crítica ou sugestão deixem um comentário aí que eu agradeço muito. Até a próxima!!!

Pois é….

outubro 9, 2008 1 comentário

Aqui galera segue um video da Bandeirantes de televisão onde mostra os bastidores da cobertura da festa de Parintis, aquela dos Boi lá, tem a ver com o Bumba-meu-boi???
Eu acho que é muito sem graça.
ÁÁÁÁ!!!
São aqueles bois garantido e caprichoso!!!!!
Não melhorou em nada minha opinião sobre a festa.
Uma bosta mesmo. Tudo tanga frouxa!
Mais o vídeo é engarçado. Reparem nos comentários deles pra vocês terem uma idéia!!!!
Abraços.

Música Pirata

Olá Piratas de primeira viajem. Pra vocês tangas froxas que querem se aventurar no mundo pirata meu companheiro de barco Yanvedder ta aos poucos ensinando a arte Jedi de ser  pirata. Só que já existe uma turma pirata, e para eles que já sabem que  tipo de música pirata escuta, vai um vídeo exclusivo para eles.Mas não se acanhe franguinha pode assistir.Você não vai andar na prancha por isso. Não conhece isso???????? Então continue lendo o blog porque vai ter uma liçãozinha pra te ensinar como é música de pirata de verdade.

Bom espero que os aspiras à pirata gostem do vídeo pois isso indica que vocês estão no caminho certo

Boa viajem